sábado, 6 de março de 2010

Gato de presente de aniversário - a maior furada

Eu sempre digo que bicho não é presente de aniversário, de Natal, de férias, nem recompensa pelo filho ter passado de ano na escola. Além disso, sempre recomendo a quem se dispõe adotar um animal, que pense duas vezes, uma vez que essa pessoa deve estar preparada para enfrentar uma fase de adaptação do bichinho, assim como para abrir mão de certas coisas.

Quem tem gatos, por exemplo, precisa saber que não terá um sofá sem fio puxado, uma casa sem pelos e que precisa ter paciência pra educar o bicho, que tende a ser muito genioso por natureza. Por outro lado, quem adota um filhote de cachorro, sabe que ele irá chorar durante as primeiras noites, que fará suas necessidades no local errado, que irá roer os sapatos e os móveis.... Tudo isso já é previsto e inevitavelmente faz parte do processo de integração dos animais de estimação ao cotidiano das famílias que os recebem.

Hoje me deparei com um vídeo do Youtube que mostra o recado que deixado por um pai na secretária eletrônica de seu filho. Pelo que parece, o filho deu ao pai um gatinho de presente de aniversário. E o bichano aprontou das suas durante a primeira noite em sua nova casa e deixou o pai bastante irritado, o que o fez ligar para seu filho pedindo para que o buscasse imediatamente em sua casa.

Em um primeiro momento, chega até a ser engraçado ver o desespero do pai querendo devolver seu presente de aniversário. Mas, por outro lado, é triste pensar que situações como essas são muito comuns no dia a dia, causando o abandono de muitos bichos nas ruas e a superlotação de abrigos que se dispõem a recebê-los.

Enfim, coloco o vídeo aí embaixo para que possamos refletir sobre a responsabilidade que se assume ao levar um animal para casa. Definitivamente, animais não são brinquedos nem presentes, mas grandes companheiros que têm necessidades e exigências específicas.

Felizmente, a história veiculada no Youtube teve um final feliz. Pelo que aparece escrito no final do vídeo, o pai acabou ficando com o seu "presente de grego" após muita insistência de seu filho. E parece que os dois "viveram felizes para sempre".

1 comentários:

tania disse...

Será que o tal pai me alugaria o gato por algumas semanas para eu convencer o povo lá de casa que eu PRECISO de um bichano?