domingo, 28 de junho de 2009

Caixa de areia sofisticada


Vejam só que design moderno tem essa caixa de areia, chamada de "ModKat".

Ela é discreta (claro que depende da cor), compacta e já vem com a pazinha acoplada. Além disso, é feita com material reciclado.

Eu acho que o mais interessante nela é mesmo o fato de não ter como o gato jogar a areia pra fora.

Pena que é lançamento lá fora e tão cedo não deve chegar ao Brasil...

Por aqui (pelo menos no Rio de Janeiro) as caixas de areia mais sofisticadas praticamente não existem - ou são muito caras.

Mais informações e fotos: Modkat

sábado, 27 de junho de 2009

EUA elegem o cão mais feio do mundo de 2009

Vencedor foi conhecido durante a feira de Sonoma-Marin, na Califórnia.
Ultimo campeão não pôde defender título, pois morreu no ano passado.

O cachorro mais feito do mundo foi conhecido nesta sexta-feira (26) durante a feira de Sonoma-Marin, que é realizada em Petaluma, no estado da Califórnia (EUA). O ganhador da edição deste ano foi o cão Pabst, de quatro anos.

O campeão faturou um prêmio de US$ 1,6 mil, além de troféu.

Entre os concorrentes deste ano, estava o cão Rascal, que venceu a disputa em 2002. Na votação on-line, a cadela da raça cristado chinês Miss Ellie tinha a preferência do público, seguido por Opie (outro cristado chinês) e Arf, mas, na eleição nesta sexta-feira, Pabst superou os favoritos e levou o título.

O último campeão não pôde defender seu título. Gus morreu em novembro do ano passado por complicações causadas por um câncer de pele. Gus, que tinha 9 anos de idade, vivia na cidade de Tampa, no estado da Flórida.

Em 2007, o campeão foi Elwood, uma mistura das raças cristado chinês e chihuahua. No ano anterior, em 2006, o título foi conquistado por Archie --o cão morreu em julho de 2008. Em 2003, 2004 e 2005, o cristado chinês Sam foi tricampeão. --maior vencedor da história da competição, Sam morreu em 2005.

Fonte: G1

Brinquedo high tech muito legal para gatos e cães




















Bolinha com chocalho dentro? Novelo de lã? Não!!! Os gatos do século XXI já se cansaram dessas brincadeiras ultrapassadas.

Agora, eles contam com brinquedos altamente tecnológicos, como é o caso do Bolt, um aparelhinho que emite um feixe de laser vermelho em várias direções. Se o seu gato fica doido quando você projeta e tremula a luz de uma lanterna em uma parede, acho que ele vai amar a novidade!

Segundo o site da Brilliant Cat, empresa que desenvolveu o brinquedo, é possível programar o Bolt para entrar em ação quando você não estiver em casa, o que ajuda a manter o seu gato ou cãozinho ativo em momentos em que ele provavelmente estaria dormindo ou "aprontando alguma" para passar o tempo.

O aparelho está sendo comercializado por USD 19,95 no site da Brilliant Cat, mas quando tentei comprá-lo, vi que eles não o enviam para fora dos Estados Unidos. Uma pena, porque seria uma ótima opção aqui pra casa.

Para ver como os bichinhos reagem ao Bolt, assista o vídeo abaixo:


video

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Thriller

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Bronca do dono é que deixa cão com cara de 'culpado', diz estudo

Mesmo sem travessura, cachorro que ouve sermão fica cabisbaixo.
Pesquisadora diz que não sabe se bicho realmente sente remorso.

Sabe aquele olhar culpado de seu cachorro, como quando você chega em casa e encontra seu sapato favorito todo mastigado? Os cientistas ainda não sabem dizer se o cachorro está realmente se sentindo culpado com as transgressões, mas eles podem dizer o seguinte: a aparência do animal não está tão ligada ao que ele fez, mas ao que você fez.

Alexandra Horowitz, do departamento de psicologia do Barnard College, estuda cognição animal e sempre foi fascinada pela maneira como os donos de cachorros humanizam o comportamento de seus animais – atribuindo a eles emoções humanas como ciúme e culpa. “Eu queria examinar algumas dessas atribuições e ver se havia algo por trás delas”, disse.

Ela conduziu experimentos com cachorros e seus donos. Neles, o dono mostrava algum alimento ao cachorro, dizia a ele que não o comesse, e deixava a sala. Enquanto o dono estava ausente, o cachorro comia o alimento ou esse alimento era retirado da sala pelos pesquisadores. Em alguns dos testes, o dono retornava à sala desinformado – achando que o cachorro o havia desobedecido, por exemplo, quando o bicho não havia comido nada. Quando o dono era informado de uma desobediência, o cachorro levava uma bronca.

Horowitz descobriu que os comportamentos associados à “cara de culpado” – arrastar-se para longe, baixar a cabeça e colocar o rabo entre as pernas, entre outros – ocorriam independente de o cachorro ter ou não desobedecido. Em vez disso, o importante era a reação do dono. Havia muito mais comportamentos “culpados” quando os donos censuravam os cachorros. As descobertas estão publicadas no jornal "Behavioral Processes".

Alexandra disse ainda que os resultados mostram que cachorros aprenderam, a de certa maneira, reagir em resposta ao comportamento de seus donos: “Nós os treinamos para fazer aquela cara de culpado quando nos veem bravos. Não estou dizendo que eles não sentem culpa”, acrescentou. “Ainda não tenho como testar isso. Mas nós geramos o contexto que os estimula a produzir aquela cara."

Amizade animal - Gato e cachorro

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Gato contorcionista brincando de esconde-esconde

video

terça-feira, 23 de junho de 2009

Pet Airlines: Sim, existe uma empresa aérea para transporte de animais!

Sim, não é mentira! Recentemente, uma companhia aérea foi criada exclusivamente para o transporte de animais domésticos nos Estados Unidos. Ela se chama"Pet Airlines".

A idéia é que os animaizinhos possam viajar com maior conforto nestes aviões adaptados. Eles têm, a companhia de "comissários de bordo" durante toda o tempo para qualquer eventualidade e viajam na cabine principal, com ambiente especialmente climatizado.

O valor da passagem é semelhante ao praticado para animais pelas companhias aéreas tradicionais, sendo que na Pet Airlines eles contam com a vantagem de não ter que viajar na área de carga.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Casas adaptadas para gatos

Vejam só estas fotos de casas publicadas no site Moderncat: elas são completamente adaptadas para o bem-estar e diversão dos gatos!

Além dos "degraus" que facilitam a escalada dos animais lá para o alto (bem onde eles gostam de ficar), reparem no detalhe do banheiro: a caixa de areia fica ao lado do vaso sanitário.

Sortudos dos gatos que podem viver em uma casa assim. Nunca tinha pensado que uma casa "cat friendly" poderia ficar tão bonita.



domingo, 21 de junho de 2009

O gavião que vem me acordar todos os dias....


















Apesar de ser uma rua muito movimentada, o local onde moro tem um ecossistema muito rico: toda tarde vejo periquitos voando em bandos, cigarras que insistem em entrar aqui em casa, morcegos que ficam rondando a janela à noite, corujas que cantam melodias tristes durante a madrugada, filhotinhos de bem-te-vi sempre vêm na janela nos visitar . Além disso, tem também às vezes uns "bichos-grilo" que ficam na janela fumando maconha, mas acho que esses nem animais podem ser considerados porque pertencem a uma categoria muito inferior na escala evolutiva.

Ontem, tive uma grande surpresa com um visitante que cismou em ficar pousado em cima dos aparelhos de ar condicionado: um gavião, a quem eu batizei de Giffoni.

Confesso que a minha relação com ele é de medo e respeito. O bicho é bonito, até mesmo majestoso, mas é daqueles que sabe impor autoridade só de olhar pra você. Ele coloca você no seu lugar, e mesmo sendo muitas vezes maior que ele, na altura e na largura, você se sente pequenininho.

Ontem, o Giffoni estava se batendo contra a janela do meu quarto e eu não entendia o porquê. Depois, me alertaram que ele estava brigando com a sua própria imagem, já que as janelas daqui de casa têm aquela película "Insulfilm", que deixam os vidros espelhados para quem os vê de fora. Coitado do bicho, que em sua inocência ficou se jogando contra a janela com toda força achando que ali à sua frente havia um rival que estava tomando conta do seu território. E, coitada de mim, que agora vivo me assustando quando o bichão pousa na janela.

Acho que os meus aparelhos de ar condicionado se tornaram um excelente mirante para o Giffoni, já que ficam logo acima das copas das muitas árvores da rua. Daqui, ele pode observar os movimentos nos ninhos, os bichinhos no jardim do prédio, as mamães que saem das tocas para procurar comida.... Muito esperto esse gavião!

O grande problema é que, além de ter medo do Giffoni, eu ainda tenho duas gatinhas. Uma delas é toda invocada e encara até pit-bull se bobear. E agora ela tá doida pra transformar o Giffoni no ingrediente principal de uma canja, sem a mínima noção de que ele é duas vezes maior que ela. Vejam só a foto e o suposto diálogo entre a Margarida (minha gata) e o Giffoni:


Espero que o Giffoni arrume logo outro lugar pra ficar, porque apesar de as janelas daqui de casa terem telas de proteção, morro de medo de ele atacar as gatas e de continuar me assustando com seus pousos no ar condicionado.

Vamos ver no que dá. Já pensei até em colocar um espantalho na janela, mas não sei onde arrumar um.

Alguém já teve uma experiência semelhante?

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dá uma coçadinha pra mim?

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Cegonha: profissão-perigo

Uma vez vi cegonhas em Portugal (foto que tirei de um ninho abaixo) , mas nunca imaginei quanto a função de "bebês delivery" poderia ser tão arriscada! :)

Para entender o que estou falando, assista o video Partly Cloud, no Blog do Velho

Imperdível!!!



sexta-feira, 5 de junho de 2009

Engenhoca afasta gatos de planta

Um cara doido desenvolveu uma engenhoca maluca pra impedir que seus gatinhos chegassem perto de sua plantinha de estimação.

A parafernália, batizada de Blender Defender, consiste em uma câmera ativada por movimento, um liquidificador com água e uma luz estroboscópica e funciona da seguinte maneira: quando algum de seus gatos subia ao local onde se encontrava a planta, a câmera era ativada e começava a filmar, ativando, simultaneamente, o liquidificador , assim como a luz (conforme ilustrações abaixo):



A reação dos pobres dos felinos, vocês podem ver em:
http://www.plasma2002.com/blenderdefender

O inventor alega que sua engenhoca não é uma crueldade com os bichanos, mas uma maneira de educá-los. O que vocês acham???

Sei não...

Gato chamado "Sortudo"; cai do 26º andar e sobrevive

Um gato "coincidentemente" chamado Lucky ("Sortudo", em inglês) teve realmente um dia de sorte. O felino caiu do 26º andar do apartamento de sua proprietária, em Nova York, nos Estados Unidos, e... sobreviveu!!!

Agora Lucky tem uma vida a menos... Mas ainda lhe sobram seis. Ou seja: ainda dá pra ele aprontar bastante!

Assista à uma entrevista com o gato e sua dona, Keri Hostetler (em inglês), no seguinte link: 'Lucky' Feline Survives Fall